As mídias sociais e redes sociais se tornaram maneiras importantíssimas de manter o público engajado com seu conteúdo e incentivar a interação entre os clientes e a marca.

Segundo uma pesquisa da Folha de S.Paulo, o Facebook atingiu 127 milhões de usuários ativos mensais no Brasil. Imagina o alcance que sua marca pode atingir dentro dessa mídia?

As redes sociais já estão estabelecidas como ferramentas importantes para as vendas. Porém, muitos empreendedores ainda não investem nessas redes da maneira como deveriam. Vamos mostrar a importância desse investimento.

Mídias sociais e redes sociais são a mesma coisa?

Apesar de, muitas vezes, mídias sociais e redes sociais serem consideradas sinônimos, as duas possuem diferença.

As redes sociais são laços sociais, em que pessoas recebem e emitem mensagens, em uma relação de troca. Ou seja, é qualquer relacionamento interpessoal, que nem sempre envolve internet.

As mídias sociais são ferramentas digitais personalizadas, obrigatoriamente online, que permitem a troca de conteúdo específicos, como vídeos e fotos, no meio virtual.

Resumidamente, a principal diferença entre mídias sociais e redes sociais é que as mídias precisam da internet e permitem compartilhamento de conteúdos, enquanto as redes sociais compartilham apenas mensagens.

Por que minha empresa deve estar presente nas mídias?

Já percebemos que o Facebook, por exemplo, tem uma audiência muito alta e de retorno comprovado. O público busca informações e conteúdos sobre diversas empresas todos os dias.

Essa interação com os clientes também estabelece uma relação de fidelidade à marca e cria um envolvimento social maior, gerando confiança nos clientes.

Conhecendo melhor o público, é possível descobrir quais serviços ou produtos devem ser melhorados para atender às expectativas do consumidor. Essas informações, disponíveis

nas mídias online, favorecem um diálogo direto e mais eficiente.

Ao aproveitar esse público, que já é consolidado, o valor da marca aumenta. O conteúdo gerado é barato e, se a repercussão for positiva, ele será compartilhado organicamente.

Outra vantagem das mídias sociais e redes sociais é a possibilidade de veicular anúncios sem pagar nada. Se quiser melhorar ainda mais a performance, a opção de patrocinar as postagens também sai bem em conta.

O aumento das vendas é uma consequência natural de uma estratégia inteligente nas mídias sociais e redes sociais. O social selling reúne recursos especialmente para vendas nas mídias. Confira agora o significado desse conceito.

Social selling

O Social selling (vendas sociais) é o nome dado ao conjunto de técnicas que aumenta o poder das redes sociais para impulsionar vendas.

Mais do que criar páginas corporativas, é preciso saber gerenciar ações. Deve ser realizado um conjunto de práticas para chamar a atenção dos clientes em potencial e gerar mais leads.

Nas mídias sociais e redes sociais, o social selling engloba, além dos aspectos que falamos acima, a construção de uma marca profissional e a consolidação da mesma como uma autoridade na área.

Atreladas ao inbound marketing, as técnicas impulsionam as vendas na internet. Sem aprofundar no assunto, por ser bastante complexo, explicaremos rapidamente como essa estratégia funciona através do funil de vendas.

No topo do funil estão os influenciadores e potenciais clientes. O meio é composto pela geração de leads, que são as pessoas que comentam e curtem seu perfil.

Criando uma base sólida no topo e no meio, e traçando o perfil e as preferências do público, passamos para o fundo do funil, onde as pessoas realmente mostram interesse no produto e realizam as compras.

Mesmo depois das vendas, é preciso manter o contato com o consumidor através da mídias sociais e redes sociais para que ele se mantenha fiel à marca.

E como fazer com que a empresa se destaque nessas mídias? Separamos algumas dicas para te ajudar nesse processo.

Ações que facilitam o crescimento da marca nas redes

É muito importante criar vínculos com seus clientes nas mídias sociais e redes sociais, aumentando as chances de aparecerem novas oportunidades de negócio.

1. Preste atenção no conteúdo: com milhares de usuários nas redes, é interessante produzir matérias que gerem interesse no público, para que possam compartilhar e atrair novos clientes.

Com conteúdo relevante, você passa a ser reconhecido como autoridade no assunto. Com isso, a tendência é que as pessoas procurem cada vez mais a sua página para se informar.

2. Seja transparente: deixe claro, sempre, qual é o posicionamento da marca e o que ela faz. Isso engloba a visão da empresa, como entrar em contato, quais são as garantias dos produtos.

3. Trabalhe com o marketing de oportunidade: o marketing de oportunidade consiste em aproveitar o que está "bombando" no momento e usar relacionado à empresa.

Um bom exemplo aconteceu recentemente com a brincadeira feita com o "é verdade esse bilhete". Depois que a história da criança ficou famosa, várias empresas e personalidades fizeram mensagens parecidas, remetendo ao conteúdo original.

4. Crie um bom relacionamento com o cliente: se em uma loja física todos nós gostamos de ser bem atendidos, por que no atendimento virtual seria diferente?

Não basta só curtir um comentário. É preciso interagir e prender a atenção do usuário na sua marca. O consumidor não irá indicar sua empresa se sentir que não foi bem tratado.

Tenha sempre uma uniformidade do tom de voz. A empresa precisa falar com o cliente da mesma forma, presencial ou virtualmente. Além disso, claro, educação e simpatia são regras básicas.

5. Demonstre preocupação com os comentários: Esteja sempre disponível. É preciso que a marca seja acessível e ao alcance do cliente caso ele queira entrar em contato.

O ideal é que as respostas sejam dadas o mais rápido possível e nunca - jamais - deixe o usuário sem retorno.

Evite respostas automáticas para que o cliente não entenda que é "só mais um". Alguns tratamentos básicos são importantes, como chamá-lo pelo nome e mostrar interesse pelo que ele disse.

Acho que temos uma resposta para a pergunta do título, não é?

É muito importante estar presente nas mídias sociais e redes sociais. Mas lembrem-se das dicas que já demos no nosso blog para escolher corretamente cada uma e sua linguagem adequada. Ah, e depois de criar suas páginas, adicione a expresse! noFacebook, Instagram e LinkedIn!