Buscando novos clientes, empreendedores estão mais ativos na internet. Para se destacar no mercado e melhorar a relação entre empresa e consumidor, é imprescindível um bom Planejamento de Redes Sociais.

As pessoas estão interagindo cada vez mais pela internet. Isso não é novidade para ninguém, não é mesmo?

Mas qual o melhor canal de comunicação? Com a grande variedade de redes disponíveis, é preciso direcionar o conteúdo para atingir o público.

Facebook, Twitter, Instagram, além de outros canais, podem ser uma ótima vitrine para seus negócios. Com o Planejamento de Redes Sociais, é possível potencializar o perfil em cada um deles.

O que é Planejamento de Redes Sociais?

O Planejamento de Redes Sociais é o conjunto de ações que permite o monitoramento das redes, com o intuito de manter os perfis adequados às plataformas, à empresa e aos clientes.

Além de divulgar os conteúdos nas mídias, a ideia é também aproximar e fidelizar os usuários. Assim, o planejamento pode variar de acordo com a pessoa ou empresa que o coordena.

A maioria das empresas que fazem Planejamento de Redes Sociais trabalha com consultoria da performanceda página, produção do conteúdo, análise de marketing, gerência de anúncios e monitoramento.

O Planejamento de Redes Sociais auxilia tanto quem possui um estabelecimento físico quanto aqueles que possuem um negócio digital, gerando mais empatia entre usuário e empresa.

Separamos algumas dicas de como montar um planejamento eficaz. Confira logo a seguir!

5 Dicas para você montar o seu Planejamento de Redes Sociais

  1. Analise seu público

O ideal é que a análise do público seja feita antes mesmo da criação das páginas nas mídias sociais. Algumas perguntas importantes devem ser feitas:

  • Como o público que consome os conteúdos e os produtos da sua sua marca se comporta?;
  • Qual a idade desses usuários?;
  • O que os clientes costumam comentar em grupos afins?;
  • O que eles procuram nas redes sociais da sua empresa?

A análise dos possíveis concorrentes, sejam eles diretos ou indiretos, também ajuda a entender como os usuários se comportam. Consequentemente, auxilia a traçar os objetivos específicos para cada público.

Essa pesquisa pode ser feita analisando os seguintes aspectos:

  • A quantidade de seguidores ;
  • A abordagem utilizada;
  • O conteúdo: quantas vezes ele foi compartilhado? E o número de curtidas? Esses dados representam o engajamento do público e, por isso, são importantes;
  • Qual o retorno e a força social da página?

Mesmo sendo a mesma empresa em diversas mídias sociais, cada uma delas possui seu público específico. Por esse motivo, é importante se adequar a essas diferenças.

  1. Escolha a rede social adequada

Com tantas informações publicadas diariamente na internet, é preciso saber como chamar a atenção dos usuários.

Um passo crucial é entender quais os melhores formatosde publicação em cada mídia.

Cada rede tem sua função, seu estilo e sua velocidade. Nem sempre estar em todas as mídias é o melhor caminho. O principal é aprender como atingir seu público.

Claro que cada empresa possui um nicho diferente e, consequentemente, deve utilizar mídias distintas. Para uma empresa audiovisual, por exemplo, o Youtube, combinado com Facebook, gera mais resultados do que o Twitter.

Fizemos uma lista das principais redes sociais e do público-alvo de cada uma:

  • Instagram : muito recomendado para quem trabalha com fatores visuais. As fotos são bem recebidas pelo público mais jovem e existe uma possibilidade maior de esse nicho interagir com a empresa;
  • Facebook: com usuários de todas as idades, a plataforma é uma das principais aliadas de um bom Planejamento de Redes Sociais. Postagens regulares e atraentes geram muito resultado;
  • Twitter: é importante para atingir as pessoas que não passam muito tempo com postagens longas. Logo, você pode, sim, atrair clientes com 140 caracteres;
  • Linkedin: é interessante para ampliar as redes profissionais, compartilhando perfis e ideias com empresas, sejam elas do mesmo ramo ou não. O público é mais qualificado, com diversos níveis técnicos.

Com as redes escolhidas, é preciso pensar quais são os objetivos a serem alcançados por cada uma dessas mídias.

  1. Tenha objetivos traçados

Não adianta ter diferentes perfis em redes sociais se você não tiver objetivos específicos para eles. Cada mídia precisa de uma estratégia de marketing diferente.

Deve-se adequar as ações dos canais de comunicação ao momento pelo qual a empresa está passando. Esse direcionamento pode ser redefinido de acordo com o surgimento de novas necessidades.

Alguns dos principais objetivos são:

  • Aumentar as vendas;
  • Otimizar a comunicação entre clientes e empresa;
  • Divulgar um produto ou serviço;
  • Criar anúncios;
  • Produzir conteúdo.

Para alcançar esses objetivos, depois de entender o público-alvo, é preciso focar na constante atualização das páginas.

A velha e boa agenda é uma ótima aliada nesse momento. Você não precisa postar todos os dias, mas é importante que seja constante, e sempre, claro, com conteúdo relevante.

Esse calendário editorial, que mostrará o Planejamento de Redes Sociais para cada mídia, deve ser seguido.

Não se esqueça de que cada mídia social exige uma frequência diferente de postagens.

Todos os objetivos específicos devem ser levados em conta, cada um com sua estratégia para alcançá-lo. Resolvidas quais são as metas, é hora de planejar a divulgação nas redes.

  1. Planeje suas postagens e seus conteúdos

Um conteúdo atraente é imprescindível para o sucesso de uma página de rede social. Alguns estímulos ajudam a atrair e prender a atenção do usuário.

Se uma página de vendas de material esportivo, por exemplo, fala só sobre os produtos, a abrangência do público alvo não vai ser tão satisfatória.

Porém, se falarem sobre o porquê é importante comprar uma roupa esportiva adequada para uma atividade, o público se interessa mais, por estar mais perto da sua realidade e cotidiano.

Postagens que geram empatia no leitor contribuem para que o seguidor compartilhe o conteúdo.

O ideal é produzir materiais diversificados , mas que, ao mesmo tempo, identifiquem a marca.

Antes de começar as primeiras postagens em suas mídias, faça um planejamento, semanal ou mensal, a fim de viabilizar a publicação de todos os textos com uma certa frequência.

Crie o hábito de definir os dias da semana e os horários de cada post. A página ganha consistência e o público começa a ficar mais atento a essas postagens.

É muito importante que seja feita uma pesquisa antes dessas definições, pois cada rede social tem sua necessidade de publicação de conteúdo e seu horário de pico , em que muitas pessoas estão conectadas ao mesmo tempo, gerando mais visualizações.

  1. Monitore o desempenho

Medir os resultados contribui muito para um bom Planejamento de Redes Sociais. É preciso avaliar se a movimentação está gerando ganhos para a empresa.

Os resultados devem ser condizentes com as metas que foram traçadas no início. Dessa forma, você poderá ver se as estratégias usadas foram efetivas ou não.

Acompanhe blogs e comunidades relacionadas com a temática da sua empresa para ver a possível repercussão dos assuntos abordados em suas redes sociais.

Apesar de ser trabalhoso, o monitoramento é essencial para melhorar as estratégias que não estão funcionando muito bem, da mesma maneira que ajuda a potencializar aquelas que estão dando certo.

Diante de tudo o que mostramos hoje, podemos afirmar, com toda certeza, que Planejamento de Redes Sociais é essencial para que a empresa cresça e alcance os objetivos almejados. Fiquem ligados nos próximos textos! Teremos mais dicas sobre redes sociais no nosso blog.